Depoimento: Joseane

15:27 4 Comments A+ a-

Meu nome é Joseane, tenho 37 anos e vou fazer 5 anos de casada no dia 17/03. Faço um tratamento de fertilidade, pois tenho ovário micropolicistico, e provavelmente devido a isso e a estar acima do meu peso ideal, não ovulo normalmente, chego a ficar ano sem menstruar. Por este motivo procurei ajuda na Faculdade de Medicina de Santo André, fiz todos os exames, meu esposo também e chegaram a conclusão que não temos nada, somente eu que não ovulava, mais de resto estava tudo bem.

Então comecei um tratamento para estimular minha ovulação com um remédio mais barato, meu organismo não respondeu. Então comecei com a aplicação de um medicamento que são pequenas injeções na barriga, e passei por várias fases, a expectativa de se formar o folículo, depois deste folículo crescer, depois de chegar ao tamanho ideal, dentro do prazo.

Após todas estas fases, os médicos acabaram perdendo o tempo do TPC (teste pós coito) e a médica indicou que para não perdermos o ciclo fosse feito uma inseminação.

E assim foi feito tomei uma injeção para que o óvulo fosse liberado e no dia 21/10/05 estavamos eu e o meu marido para a possivel realização de um sonho (possivel, pois não existem garantias no tratamento).

Após a inseminação, tivemos que esperar por 15 dias para fazer o BetaHCG, feito no dia 04/11/05, o mesmo deu negativo, não foi desta vez.

Corri para a Faculdade para ver se dava tempo de fazer uma nova tentativa ainda em 2005, tamanha era a minha ansiedade; o médico me explicou que teria que primeiro tomar um remédio por dez dias para menstruar (além do resultado negativo, não menstruei também), e que depois que mentruasse teria que fazer todo o procedimento medicamentoso novamente, só que antes ele queria que repetisse o Beta para excluir todas as possibilidades, já que eu ainda não tinha menstruado.

Pensei comigo mesma e falei com meu esposo, que eu achava muito stress correr desta forma para tentar fazer algo antes do recesso da Faculdade, e estava chegando o fim de ano, festas e etc.... Resolvi deixar para 2006, portanto a guia para o segundo Beta mantive comigo. Depois de um tempo troquei a guia em meu convênio, fiz tudo certinho para que quando a faculdade retornase o atendimento, eu estaria no começo no meu ciclo e dai já começaria todo o tratamento novamente. Antes de fazer o Beta, já passei na farmacia e comprei o remédio que teria que tomar por 10 dias para menstruar...

Meu esposo passou e pegou meu exame, mas não teve curiosidade de olhar. Quando chegou em casa, pedi para ver pois já ia começar a tomar o remédio, abri.... 228...
Meu esposo não coube em si, não sabia o que fazer, ficou tão feliz... Eu estava grávida! Fiquei perplexa, não podia ser verdade, como? Minha inseminação tinha sido em 21/10, desde de 27/09 não tinha mais menstruado e em 07/01/06 um resultado positivo?

Procurei contê-lo, pelo menos até dia 11/01 que eu tinha marcado uma consulta da Faculdade, mas não adiantou, ele já tinha certeza, espalhou para todos quanto foi possível, mesmo eu pedindo para que ele não falasse.

Quarta (11/01) fomos até a faculdade a médica abriu o exame nos felicitou e disse que eu estava grávida, e vendo a minha discrença justificou e disse que com o tratamento poderia ser possivel que eu tivesse ovulado novamente. Fiz um ultrassom ali na hora e pudemos ver o meu saco gestacional, ela não viu embrião, mas poderia ser uma gravidez de pouco tempo, então faria um novo Beta (que teria que dar + de 1.000) e outra ultrassonografia.

Saí de lá medicada e com um marido mais convencido do que nunca que ia ser pai, e eu mesma parei de ser tão discrente, afinal não era o que eu mais queria, por que não acreditar? Sim eu ia ser mãe.

Estava com um pequeno sangramento mais já tinha lido e sabia que era perfeitamente normal, mesmo assim desmarquei a ida a praia do dia 14/01, pois estava grávida e não podia arriscar. Fui fazer meu Beta no dia 11 mesmo, para pegar o resultado no dia 12, o laboratorio errou e em vez de fazer quantitativo, fez o que só vem escrito Positivo, ligamos lá e o pessoal disse que se enganaram realmente e que iriam refazer para o dia 13.

Foi a pior sexta 13 da minha vida, o meu marido passou no laboratório e meu Beta deu 360. Foi o suficiente para eu ficar arrasada na minha descrença tinha perguntado tudo a médica, inclusive se ela não ter visto nada dentro do saquinho podia ser alguma outra coisa? E ela me disse sobre a Gravidez Anembrionária.

Dito e feito. Neste mesmo 13/01/06 minha ultrassonografia mostrava dois sacos gestacionais, ambos vazios, nem a vesícula dava para ver. Saí de lá que nem o atestado médico solicitei, meu marido tinha deixado o carro estacionado longe e perguntou se eu não queria esperá-lo na frente do prédio enquanto ele ia buscar o carro. Ali mesmo não contive minhas lágrimas estava tudo acabado, e como a Cristine (que também deu seu depoimento), eu me revoltei contra Deus, afinal de contas ele não sabia de tudo? Como pôde deixar que tudo isso acontecesse comigo (não que eu deseje isso a ninguém), mas sempre comigo... eu que não mestruo, não ovulo, que aos 37 anos, ainda corro atrás deste sonho... Porque não negativo meu Deus? Mais um positivo, desta forma? Por que? Eu não entendi.

Hoje é 24/01/06, tive uma hemorragia dia 21/01, fui a Neomater ontem 23/01 com muitas dores, tive nova hemorragia, fiz um ultrassom e os dois saquinhos continuam lá, mas optei por não fazer a curetagem por enquanto. Estou tomando remédio para que tudo seja eliminado espontaneamente, o que não me garante que eu não tenha que fazer uma curetagem no dia 30/01.

O meu sonho não se desfez, foi realidade por 3 ou 4 dias, e foi apenas postergado. Entendi porque Deus é pai. Não pude ficar brigada com ele Cristine, pois tenho tanto a pedir... Talvez tenha uma curetagem à frente, e apesar de tudo isso ele me deu a certeza de que posso ser mãe. Eu consigo engravidar. Antes eu não sabia, e este é meu consolo.

Joseane enviou seu depoimento em 24/01/06.

4 comentários

Write comentários
Cristine
AUTHOR
17/2/06 14:53 delete

Oi, Joseane!!

Que bom que vc não ficou brigada com Deus!! Você entendeu mais rápido do que eu que , como Pai que Ele é, Ele sabe de tudo que é bom pros seus filhos...
Eu fiz as pazes com o Pai, está tudo bem na minha vida agora... Tbm tenho SOP, estou fazendo tratamento.
Sinto muito por sua perda, só mesmo o tempo pra amenizar...
Se quiser conversar, me mande um email ! cristinecarneiro@gmail.com

Um beijo!

Reply
avatar
Josy Buêno
AUTHOR
25/2/06 11:38 delete

Eu também sofri muito. Passei por esta alegria de ser mãe durante duas semanas, mas no dia 24/01/2006 tive uma hemorragia e perdi meu tão esperado bebezinho... Chorei, chorei, fiquei muitissimo triste, mas não briguei com o PAI pois sei que Ele sabe de todas as coisas e tem um propósito em tudo. Eu queria muito este bb e assim como eu queria o melhor para ele, eu sei que Deus quer o melhor pra nós; não se desepere e nem "pressione" Deus, pois Ele não tem nenhuma obrigação de nos fazer nada, tudo Ele faz por AMOR!!!! Na hora certa Deus vai nos presentear com nosso tão esperado bb... Beijos muita força AMIGA...

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
16/5/06 19:26 delete

Olá Josy.
Meu nome é Priscila e perdemos nosso bebê praticamente na mesma época e também fico fazendo as contas para ver de quanto tempo estaria,e justamente nasceria no próximo mês parece que está mais difícil de aceitar agora do que antes parece que minha ficha caiu agora de que não terá ninguém nascendo...Mas acredito e tenho fé que tudo dará certo para nós...Um grande beijo e obrigada por dividir minha dor..

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
11/7/15 15:43 delete

Oi fiquei três meses sem menstruar agora ela veio com uma cor intensa e muito forte com coágulos enormes seguida de dor abdominal muito forte e dores nas costas tive um desmaio e estou muito fraca não sei se estava grávida o que pode ser me ajude!

Reply
avatar