Depoimento: Debora Gimenes

21:25 3 Comments A+ a-

"Em março de 2002 eu engravidei do meu primeiro filho, estava com 28 anos, fiquei muito feliz e não acreditava, pois era a coisa que eu mais queria naquele momento.

Eu descobri que estava grávida com 11 semanas, numa consulta rotineira, pois sempre tive problemas com minha menstruação, às vezes ficava até 45 dias sem vir e depois descia normalmente, sem cólicas ou maiores desconfortos.

A médica pediu para que eu fizesse o ultrassom da translucência nucal com 14 semanas. Uma semana antes de fazer o exame eu tive um pequeno sangramento. Antecipamos o exame para o dia seguinte, quando o médico disse que não via nenhum feto.

Fiquei apavorada sem entender nada, ele me explicou que poderia ser um ovo cego (gravidez anembrionária) ou eu estar grávida há pouco mais de duas semanas, pois o embrião só aparece com quatro semanas aproximadamente. Mas eu tinha certeza que estava com 13 semanas.

Minha medica pediu para que eu esperasse mais duas semanas, e fizesse um novo ultrassom. Naquela época eu já estava apavorada e muito triste, mas não conseguia chorar, um dia antes do segundo ultrassom tive um sangramento mais forte.

Quando cheguei ao laboratório a médica havia confirmado o ovo cego e aborto retido. Ela mandou que eu tomasse um determinado remédio para que a placenta se dissolvesse e eu não precisasse de curetagem.

O que era para ser uma semana de espera foram dez dias até que eu começasse a ter contrações e muita hemorragia. Fui levada às pressas para a maternidade, onde fui internada e depois feito uma curetagem, no outro dia bem cedo eu estava em casa.

Minha menstruação voltou normal no mês seguinte. A médica pediu para eu ficar sem ter relação por um mês, fiz a curetagem no dia 05/07/2002, voltei a ter relação no dia 20 de agosto, mas por conselho da medica eu só fui pensar em programar outro filho em dezembro.

Em fevereiro de 2003 ocorreu então o grande milagre, minha menstruação desceu normalmente e fielmente nesses sete meses pós-curetagem, estava desestressada, nem pensava em ter outro filho naquele momento. Em março minha menstruação atrasou uma semana e fiz o teste de farmácia, confirmada a gravidez na médica.

Fiquei muito feliz e ansiosa essa gravidez teve um começo estressante, pois tive começo de sangramentos duas vezes, mas o ultrassom feito nada mostrou.

Sofri muito com essa experiência que me deixou abalada, lembro de chorar sozinha, de não querer ter ninguém ao meu lado e de principalmente ter que agüentar os comentários de terceiros, como: 'Coitada, será que ela poderá ter outros filhos? Será que não era gravidez psicológica? Você vai ter que fazer um tratamento agora não vai?'

Esse tipo de pergunta me deixava muito irritada fez com que me afastasse das pessoas, por causa do soro que tomei na internação engordei um pouco mais e tive que entrar na academia, o que aliviou muito meu estresse.

Uma coincidência foi que quando fiz o ultrassom morfológico e descobri que estava grávida de um menino, foi no mesmo dia da curetagem 05/07, um ano depois, vi meu filho perfeito, meu sonho quase realizado e pude ver meu marido feliz.

Espero poder ajudar pessoas que estejam passando por uma situação assim com esse depoimento e mais ainda, poder dizer que nunca podemos deixar que situações ou pessoas façam que desistimos de nossos sonhos."

Débora Gimenes

3 comentários

Write comentários
Anônimo
AUTHOR
20/10/05 14:36 delete

Ups, foi mal!!
Vi agora que quem publica é a Ana Paula!!
Beijos, Ana Paula!! E obrigada!!!

Cristine

Reply
avatar
Vívian Machado
AUTHOR
23/5/06 11:20 delete

Débora
Você está de parabéns,sua história me fez ter animo de lutar pelo meu filho.Eu o berdi com 23 semanas devido uma infecção urinaria.Tive ele de parto normal,ele nasceu 08/05/2006 e por milagre de Deus vivio todo perfeito eparecido com meu marido,se chamava Vinícius Gabriel.
Depois tive que fazer uma curetagem.Eu estou indo com muita saudade do meu filho,mas confiante em Deus que logo eu terei meu anjinho nos meus braços.Um abraço e que o senhor ilumine sua família
Vívian Machado-PE
vivianpereirasm@yahoo.com.br

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
12/10/06 22:46 delete

Olá, estou grávida creio que de 5 para 6 semanas, é que não lembro bem o dia da minha ultima menstruação (não contava esta gravidez nete momento). Enfim, tenho 35 anos, estou feliz e será meu primeiro filho ou filha.
Bem, confirmei minha gravidez com o Beta hcg. Acontece que pensei que estivesse na 7 para a 8 semana(eu e meu médico), quando fiz uma ultrason onde dava que eu estava aom 5 para 6 semanas. O médico que fez a ultrason notou uma discrepância entre o tamanho do saco gestacional e o eco embrionário. Disse que não notanava batimentos cardíacos, o que na minha suposição (7 para 8 semanas) era pra existir, então o mesmo médico disse que eu poderia estr com 5 para 6 semanas e recomendou que repetisse o exame dentre 10 dias (o que vou fazer dia 16). Disseram pra eu ter paciência, calma (como?),e esperar o resultado do novo exame!!! Estou suspeitando que seja o tal "ovo cego", meu Deus. Espero que na próxima ultrason haja batimentos cardíacos, senão será a curetagem.

Reply
avatar