Depoimento: Cristine Leite

08:26 25 Comments A+ a-

Oi, Meu nome é Cristine, tenho 30 anos. Eu e meu marido nos casamos em maio/2004, muito felizes e confiantes no futuro. Tinhamos acabado de construir uma pequena casa, o que nos deu tranquilidade pra começar a nossa nova vida. Sempre falamos em ter filhos, mesmo quando namorados e já havíamos combinado que, um ano depois do casamanto, eu iria para de tomar a pílula. E assim fizemos: em abril/2005, eu tomei minha última cartela, ao mesmo tempo que fui à ginecologista para fazer exames, ver se está tudo bem antes mesmo de engravidar.

Fiz todos os exames (hemograma completo, fezes, urina, marcadores para rubéola, toxoplasmose, citomegalovírus...) Tudo normal. Ela pediu também uma dosagem hormonal, também compatível com a de uma mulher que havia acabado de parar com a pílula.

Os meses foram passando e o meu ciclo, que antes de eu tomar pílula era doido, mostrou que continuava doido: um mês era mais curto (28 a 30 dias), no outro, mais longo (38 a 42 dias). Sabia que, com isso, a chance de não estar ovulando todos os ciclos era considerável. Mas seguimos em frente: uma hora, ia dar certo.

Pesquisei na internet dicas para engravidar, consultava modos de calcular o período fértil para mulheres com ciclos irregulares, etc. Separei os presentes que duas amigas tinham me dado, quando me casei, pois sabiam do meu desejo de ser mãe: um par de sapatinhos e 2 macacõezinhos, e fiquei aguardando.

Assim, passou maio, junho, julho, agosto. Como estava demorando pra eu engravidar, resolvi tocar outros projetos de vida: trabalhava com dedicação, me matriculei em 2 cursinhos preparatórios para concurso e comecei a pesquisar quando iriam sair os vestibulares de algumas faculdades, resolvida a fazer meu segundo curso superior.

Fiquei esperando a minha menstruação de setembro, pois achava que era pouco provável ter engravidado, por ter tido pouco tempo pra namorar. Passaram 30 dias (era meu ciclo curto!) e veio um pouquinho de sangue, mas parou depois de 3 dias. Comecei a não conseguir ver a novela que acompanho até o fim (na verdade, eu não chegava nem no fim da novela das 7), dormia um sono profundo e muito gostoso antes. Comecei a sentir muita fome (e eu sou muito cuidadosa com minha alimentação, como de 3/3h, pra não sentir fome e dar chance ao organismo de acumular gordura).Tinha algo estranho. Meu marido logo falou: "Você está grávida". Eu achava que não, era muito rápido... será?

Com medo de criar falsas ilusões para ele, minha família e amigos, resolvi fazer o Beta sem contar nada pra ninguém. Pedi a um médico do meu serviço que fizesse o pedido e, no mesmo dia, fui ao laboratório, na hora do almoço. Às 16:30 saiu o resultado: 36,5 UI/ml, inclusivo. Putz, ter que esperar mais uns dias pra fazer de novo!!! Um misto de esperança de dar positivo e o medo de dar negativo tomou conta de mim! "Será que tem uma sementinha aqui dentro de mim???", eu pensava... Nossa, como eu pedia a Deus pelo resultado positivo... Acendi vela, me pegava fazendo planos pra nós 3 (eu, marido e bebê).

Três dia depois, repito o exame: 100,3 UI/ml, positivo!!! Nossa que felicidade!!! Eu não sabia nem como contar para meu marido que ele seria papai... Ele ficou tão feliz! No dia seguinte, fomos eu e ele contar aos nossos pais que eles seriam avós. Mais felicidade! Nossa, parecia tudo um sonho.

Comecei a rearranjar o que já havia planejado: não ia mais viajar em março, pois tinha medo de viajar e acontecer alguma coisa com o bebê, mudei o adoçante que usava, pois poderia causar mal-formação, resolvi estudar com mais afinco, pois queria ganhar mais para dar uma qualidade de vida melhor ao filho ou filha... Marquei um ultrassom, marquei consulta no obstetra. E fui levando os dias, feliz, agradecendo todos os dias a Deus pela benção de ser mãe.Pelas minhas contas, estava de 6 semanas...

Uma semana. Foi esse o tempo que durou o sonho e começou o pesadelo. Exatamente uma semana depois do resultado positivo, notei uma discreta manchinha marrom na calcinha. Pânico: eu estava só em casa, e aquilo era ínicio de hemorragia com certeza. Liguei imediatamente para o meu marido, que estava em uma reunião no trabalho. Enquanto o esperava e enquanto seguíamos pro hospital, só rezava. Pedia a Deus que não me tirasse aquele filho, tão desejado, tão amado.

Lá chegando, o médico da emergência tentava me traquilizar: "pode ser sangramento de implantação". Não eu já havia tido esse sangramento antes, por três dias, em setembro. "Muitas mulheres sangram até 3, 4 meses de gravidez! É só fazer repouso. Façamos a ecografia, você vai ver que está tudo bem com o bebê".

Na ecografia, só uma manchinha, sugerindo a presença de um saco gestacional... "Ue, com 7 semanas, já era pra ver o embrião...". Nessa hora, tive a certeza que era gravidez anembrionária! Uma querida amiga teve, em 2004, e foi muito triste e dolorido... Parecia uma reprise de um filme que eu tinha visto e não tinha gostado.

O bem-intecionado médico da emergência continuava tentando me acalmar: "às vezes, você demorou pra ovular mês passado, pode ser que esteja de menos semanas, e que só consiguamos visualizar o embrião semana que vem". Me mandou pra casa, com um fio de esperança e um pedido de ecografia pra dali há uma semana. Apesar de tudo, dormi bem naquela noite , acho que ação final dos hormonios da gravidez.

No dia seguinte, o sagramento, que antes era incipiente, estava bem maior. Meio desorientada, corri para o laboratorio e fiz outro betahcg. Quando eu estava no laboratório, uma amiga de infância, que às vezes passo meses sem falar, me liga: "aonde você está?". Respondo que estava no laboratório. "Fazendo o quê?" Aperta daqui, pressiona dali, eu acabo respondendo. "Menina, sai daí agora, vai já pro consultório do meu marido!" Ele é ginecologista, muito elogido pelas suas pacientes. Sempre soube disso, mas sempre tive constrangimento de me consultar com homens, ainda mais marido de uma amiga de infância! Mas, diante do desespero e da impossibilidade de conseguir adiantar minha consulta na ginecologista com quem estava marcada, vamos lá...

Fui muitíssimo bem recebida e atendida. Ele explicou tudo o que poderia ser, e que, caso o pior acontecesse, teria de fazer uma curetagem. Me colocou de repouso de 1 semana, falou que eu iria tomar um remedinho pra ajudar a prevenir o pior e que eu confiase em Deus. Falei que havia mandado fazer o Beta. Pediu que o ligasse, informando o resultado, assim que o exame ficasse pronto às 16:30. Nesse horário, tremendo de medo, sai do meu repouso na cama e fui para o computador ver o resultado: 8,5 UI/ml. Tudo escorreu: meus sonhos, minhas esperanças, tudo junto com minhas lágrimas. O pior tinha acontecido.

Liguei para o médico, ele disse que já não havia porque esperar uma semana: pediu para eu fazer outra ecografia e que, dependendo do resultado, faríamos a curetagem ainda naquele dia.

Fui fazer a eco. Acho que essa foi a parte mais dolorida: ficar esperando, um encaixe para fazer a minha eco de útero vazio, numa sala de recepção cheia de grávidas e de mães com bebês fofos. Eu tentava me manter forte, mas os olhos enchiam-se de água e as lágrimas iam escorrendo, involuntariamente. Saiu uma mamãe barrigudinha, toda feliz, pois tinha visto que estava grávida de uma menina. Depois fui eu, e o médico viu que havia restos ovulares, não havia mais nem sinal do saco gestacional que estava vazio no dia anterior, e eu iria ter que fazer a curetagem.

Às 19 horas, fui internada. Tentava me manter forte, não chorei na frente da minha mãe ou marido, até então. Fui paramentada e, quando me sentava na maca, a enfermeira me perguntou se era o primeiro filho. Assenti com a cabeça, pois as palavras não saíam. Ela disse, com muita ternura: "Virão muitos outros, você vai ver..." E naquele momento, não consegui omitir as lágrimas, que vinham caindo só quando estava só e respondi: "Não sei se terei forças pra tentar de novo..."

Duas horas depois, acordava da anestesia, com duas enormes dores: no útero (eu tinha a impressão que meus rins tinham passado para frente e que estava tendo uma forte dor renal em ambos!!) e na alma... Depois de 3 dias, a dor do útero passou... A da alma, não.

Muita gente foi me visitar, eu tentava parecer calma, conformada, não transparecer desespero. Mas quando ficavamos só eu e meu marido, eu só perguntava porque Deus havia me deixado acreditar que ia ser mãe, pra depois me tirar essa felicidade? Que antes o exame nunca tivesse dado positivo, pois eu poderia tentar novamente no novo ciclo. E que, depois de tudo, se eu tivesse coragem de tentar de novo, ia ter de esperar no mínimo 3 meses para recuperar-me da curetagem... O médico considerou minha gravidez anembrionária, pois nunca se viu um feto no saco gestacional.

Isso tudo faz exatamente 13 dias... Ontem, levei todos os exames pós-curetagem que o médico pediu. Deu tudo normal. Saí chorando do consultório... Se estava tudo normal, por que perdi o bebê? Se eu tivesse alguma coisa, era só eu me tratar, que depois que ficasse boa, engravidaria e levaria a gravidez a termo. E saudável assim, como ele diz que estou, o que posso fazer?

Estou com muito medo de confiar novamente em Deus, pois tenho medo de passar por tudo isso de novo. Tenho medo de confiar que vai dar tudo certo e me decepcionar. Minha mãe me pergunta se não tenho fé... No momento, eu não sei se tenho. E isso me faz me sentir ainda mais culpada, pois sei que preciso de Deus e que tudo na vida depende Dele. Mas se eu falar que eu confio nele nesse momento, é mentira. E acho que, se eu não confiar Nele, nunca vou engravidar...

Todo dia, estou melhorando um pouquinho... Hoje, voltei a trabalhar. Peço encarecidamente às pessoas que lerem esse depoimento, que orem, rezem, façam uma prece por mim. E desejo, de coração, que todas aquelas que sonham em ser mamães que consigam!


Cristine enviou seu depoimento no dia 20 de outubro de 2005.

25 comentários

Write comentários
Anônimo
AUTHOR
8/11/05 12:03 delete

Eu quero te dizer que passei pela mesma coisa, só que foi menos agressivo e dizer que Deus é amor e tudo na vida do ser humano e ele não desampara jamais, confie em Deus pois acredito que logo, logo qdo menos esperar estará com seu filho(a) nos braços.
Bjs
no coração
Roseli Santana
roseturuca@hotmail.com

Reply
avatar
Cibele
AUTHOR
8/11/05 17:42 delete

Querida Cristina, acabei de ler seu depoimento. Entendo bem essa dor da alma que vc falou. Ah quinze dias tb tive um aborto espontaneo provavelmente por causa de uma gravidez anembrionada. Depois de 15 dias qeu descobri que tava gravida comecou o sangramento eno mesmo dia quando fiz a ultra meu utero ja estava fazio (e minha alma tb). Meu nome eh Cibele, Tenho 26 anos e moro fora do pais (USA). Tb questionei o por que de tudo isso, por que eu ( ja tinha esperado 7 longos meses para engravidar), melhor que nunca tivesse acontecido....( nao se cuipe, eh normal questionar a nossa fe na hora da angustia, vc nao eha univa.. e tb ano que dizer que vc nao confia em Desu)
Gracas a Deus consegui Paz de espirito, na verdade nunca vou saber o por que (so que quando chegar no ceu e poder falar com Deus face a face). A realidade eh, por que nao??? Deus nao nos da uma carga maior que podemos suportar. Na verdade, Deus me deu, Deus tirou.. bendito seja o nome do Senhor.
VOu orar por vc sim querida, para que no tempo de Deus agente possa realizar nosso sonho
Um grande baraco de alguem que entende sua dor
a Paz de Dues na sua vida

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
23/11/05 22:34 delete

Quando li seu depoimento tive a sensação que ele poderia ter sido escrito por mim.Passei por tudo que voçe passou, só que 2 vezes. A primeira vez foi em jun/2005 e a segunda em out/2005. Da primeira vez fiquei muito revoltada, briguei mesmo com DEUS,mas eu precisei passar por tudo de novo para entender o quanto ele é MARAVILHOSO e o quanto ELE me ama. DEUS quer o melhor para nós e as vezes pra crescer precisamos passar por momentos difíceis para valorizarmos o que nós temos de bom.Tenha muita fé e se fortaleça espiritualmente, não deixa esta dificuldade te vencer.Cada dia que passa eu sinto que estou mais perto de DEUS e que ele está o tempo todo comigo,mesmo nos momentos difíceis ele nunca nos desampara, afinal estamos vivas e com saúde e um dia poderemos tentar novamente ter o nosso baby. Não pense que voçe é a única a passar por isso, pois tenho visto que é muito comum.Um super beijo e espero que tenha te dado um pouco de conforto espiritual.

Reply
avatar
fabiane
AUTHOR
14/12/05 17:02 delete

Querida, também passei por isso há uma semana, e sei da dor que sentimos, no início suportei melhor pois faço faculdade na área da saúde (nutrição) e já sabia que tudo que não está perfeito naturalmente o corpo espele, mas uma semana após me pego muitas vezes chorando à noite e questionando o porquê, pois adoro crianças e sempre sonhei em ser mãe, enquanto outras mulheres tratam tão mal os seus filhos, mas sei que Deus nos reservará lindos bebês, e o tempo cicratrizará nossas feridas, um grande abraço, e boa sorte para nós, Fabiane
fabianeroliveira@hotmail.com

Reply
avatar
Cristine
AUTHOR
15/12/05 09:08 delete

Obrigada a todas que escreveram um recadinho aqui! E obrigada àquelas que leram, não escreveram, mas se lembraram de mim em orações...
E sinto pela dor que sentiram, quando perderam seus bebezinhos...
Hoje posso dizer que estou muito melhor! Não falo que tudo voltou a ser como antes, pois a gente nunca esquece um episódio assim... Mas estou feliz, e a partir de janeiro, eu e meu marido poderemos tentar uma nova chance para sermos pais!!
Ana Paula, obrigada, mais uma vez, por ter criado esse espaço!!!!
Beijos a todas!!

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
31/1/06 02:14 delete

estou em lagrimas com sua historia, pois passei por isso 3 veses , ficamos revoltadas sim, pois so quem passa por essa dor sabe como é. e o pior e que ninquem nos entende ,todos falam "não chore pois vc tera muitos filhos " so que ninguem sabe é que nos queremo aquele que nos amamos aconteca o que acontecer.


amiga (kika)

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
22/5/06 09:24 delete

Querida...não fique assim, pois Deus é quem vai te dar este sonho, tenha fé. Eu também ja passei por isso uma vez, foi em outubro de 2004, não tentei engravidar depois disso, mas eu não perdi as esperanças e sei que qndo eu planejar Deus vai me abençoar com um bebezinho bem saudável, e eu tenho certeza que com vc vai ser do mesmo jeito...talvez foi melhor assim...qm sabe agora vem um filhote mais saudavel, mas esperto do que iria ser o outro neh?!?!?!?! pense assim e tenha muita fé!!! Um forte abraço e estarei torcendo e orando por vc.

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
1/6/06 23:05 delete

Cristina...tenho 22 anos e essa seria a minha 1º gravidez, porém hoje fiz uma transvaginal para saber o tempo da gestação e pelas minhas contas estou com 8 semanas, mas, apenas tenho o saco gestacional e entrei na internet para pesquisar, saber sobre isso pois ainda não conversei coma minha ginecologista e diante desta notícia bate um medo, desespero de não poder ser mãe...é muito triste mais estou forte e tenho muita fé em Deus e da mesma forma que quero que vc tenha pois acredito muito que Deus dá grandes problemas as grandes pessoas pois não é qualquer um que consegue ser forte em uma hora como essa! Então fiquemos com Deus e felicidades...Cristiane

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
14/8/07 17:02 delete

[i] olha faz exatamente 20 dias que passei por isso....o meu caso começou qd tive um pequeno sangramento imediatamente fui ao médico...lá fiz um transvarginal e mostrou um saco gestacional vazio.... depois de tres dias tive um aborto espontaneo e graças a
Deus completo, não precisei fazer curetagem....fiquei mt arrsada pq eu queria muito o meu bebe e o meu namorado tbm queria,.....fiquei super arrada mais assim vou levando...
sou nova tenho apenas 17 anos....mais logo logo sei que poderei ter mts filhos...então não fica triste não,pq Deus sabe o que faz e o seu sofremento logo passará.....

Reply
avatar
Rosi
AUTHOR
26/2/08 12:10 delete

Oi Cristine li seu depoimento e sei exatamente o que passou estou passando por algo parecido.... eu descobri que estava gravida o meu beta deu 279 UL/Ml eu estava de 4 semanas segundo a medica pis bem ela pediu para eu esperar a a 6 e fazer o ultrasson. no ultrasson viram o saco gestacional mais não viram o embrião. o medico pediu para eu refazer o US apos 10 dias entao se passaram 14 dias e eu fui fazer ele consegui visualizar o saco gestacional e a visicula vitelina mais nas contas da medica eu ja estou de 9 semanas e 2 dias portanto não se viu o embrião ele deu o laudo de gravidez inviavel.... o US foi na sexta feira passada a noite o que fez com que não tivesse noite e nem final de senana pra mim chorei mto mto mesmo entao na segunda feira procurei a medica para marcar a curetagem mais ela disse que o saco gestacional esta mto perfeito e pedi pra refazer na sexta para nao ter nenhuma duvida mais eu estou mto anciosa preocupada afinal não viram o meu bebe.... mais sabe Cristine eu nunca chinguei nunca duvidei de Deus e por isso que eu digo e tenho a certeza que td na vida tem um proposito nao confie em falso Deuses confie em Deus que tudo dara certo.... Reze por mim vou rezar por vc que logo logo tera a benção divina de poder gerar uma nova vida repleta de saude e que lhe trara mtas alegrias.

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
6/3/08 10:31 delete

Cristina, li seu depoimento e fiquei mto triste, assim como os outros depoimentos tb.
Estou "grávida" e não sei exatamente com qtas semanas, as vezes acho que com 5 ou 6.... não sei... só sei que semana passada fiz uma transvaginal e hj fiz outra, o saco gestacional continua vazio. Estou pedindo a Deus que esteja no início da gravidez ainda, por isso não tenha dado pra ver ainda meu bb. Tenho uma princesinha de quase 3 anos e eu e meu marido planejamos mto esse segundo filho.
Chegando em casa vim logo pesquisar sobre isso e essa é a primeira matéria q estou lendo. Obrigada pelos depoimentos de vcs.

Felicidades e mta saúde a todas.
sheilama24@hotmail.com

Reply
avatar
DIVINA G DANTAS
AUTHOR
16/7/08 23:21 delete

sinto muito mesmo sei o que vc esta passando tem 28 dias que passei por algo parecido so que meu bb estava com quase 5 meses foi horrível so eu e Deus sabe o que estou passando e passei neste momento estou bem melhor. Deus e meu esposo esta me dando muita força meu bebê estava com farias mal formação e o meu médico falou que ele não era compatível com a vida. sei o quanto e difícil mais sei também que Deus estara restaurando nossos sonhos pois ele jamais nos abandonara. o tempo cura qualquer ferida fique com Deus ele fai nos recompensa vc fai ver querida.

Reply
avatar
Gi
AUTHOR
8/9/08 23:53 delete

Só um detalhe...
as vezes as a gente sofre por determinadas coisas, mas Deus sabe o que faz...um sofrimento agora, por maior que seja, as vezes serve pra evitar outro bem maior e mais duradouro.
Se as coisas acontecem temos que agradecer independente do que seja e acreditar que Deus está sempre fazendo o melhor por nós...mas o que que vale é nunca deixar de acreditar nisso e ter fé, em Deus em vc mesma e na vida! Agradecendo a todos os fatos a gente começa a ver que há males que vêm para o bem como diz o ditado, sei o que passou...e é assim que faço, agradeço e confio que Deus sabe o que é melhor para cada filho seu! Sempre nos poupando de um sofrimento maior no futuro..pense nisso!
E que Ele abençõe todos nós!

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
3/2/09 10:35 delete

Querida Cristine,passei pela mesma situação em Janeiro de 2008 e agora estou com 06 semanas de gestação,fiz a ultravaginal ontem e não deu pra ver o embrião,estou no mais completo desespero mais pedindo muitas forças a Deus e honestamente as vezes o interrogando tbm. Vou rezar por vc sim e peço que faça o mesmo por mim.
Bjinhsss

Reply
avatar
Carlos
AUTHOR
27/2/09 22:10 delete

Passei por isso tb,só que infelizmente duas vezes ano passado,e agora confesso que tenho medo de engravidar novamente,O que o medico de vocês disseram a respeito deste tipo de gravidez?aconselharam algum tratamento?algum remedio?Pergunto isso pois nenhum médico soube me explicar o que realmente leva uma mulher ter uma gravidez anembrinária.Mas eu creio no nosso Deus e sei que Ele nos dará nossos babys lindo e saudaveis no tempo certo.
Fiquem na paz!
Bj

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
30/3/09 21:46 delete

Meu coração neste momento está partido. Faz 4 dias que descobri que meu filho não se desenvolveu, que está gravidez se chama ovo cego(gravidez anembrionária). Todos da familia, marido, amigos, pais, avós, estavam contentes quando no primeiro ultrasson já veio a má notícia. Mas fazer o que, se Deus não quis, a natureza não deixou. Agora se a placenta não sair em 2 semanas, vou fazer curetagem. Confesso que estou com medo.
Mas depois que li sua historia, identica a minha, fiquei mais confortada. Mas mesmo assim triste...
Bjos
Ana Paula - Poços de Caldas -MG

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
26/11/09 16:24 delete

Sei o quanto é difícil ter que receber uma notícia dessa. ontem fui surpreendida , ao fazer ultrassom, não houve desenvolvimento do feto se assim posso dizer. tenho que guardar o organismo espelir caso contrário daqui a uma semana fazer novo ultrassom para possível curetagem.
o mais dificil depois dessa notícia foi contar para meu filho de 4 anos que aguardava ansioso o bebê.
Acredito que Deus sabe o que faz, confio muito nele.

Reply
avatar
Sandra
AUTHOR
29/12/09 20:22 delete

Olá,
Após 12 anos de casada, em novembro de 2009 descobri que estava grávida..eu e meu marido ficamos super felizes com a notícia que iriamos ter um bebê..com 6 semanas de gestação, fiz o meu primeiro ultrassom e não deu para ver o embrião, somente o saco gestacional foi visto vazio...fiquei preocupada..mas o médico me disse que isso poderia acontecer devido ao pouco tempo de gestação. Foi sugerido repetir o ultrassom 10 dias após...e para surpresa maior o embrião não apareceu..fiquei super arrasada...o médico disse que a gravidez não iria para frente..fiquei muito triste com essa notícia, já estava fazendo mil planos para a chegada desse bebê que foi tão esperado..mas vou continuar tentando..não perdi a esperança..sei que minha hora vai chegar...tudo acontece na hora certa..sei que Deus está reservando algo muito bom para mim e meu marido..abraços

Reply
avatar
FABIANA
AUTHOR
22/10/10 15:29 delete

PASSEI POR UMA GRAVIDEZ ECTOPICA,PERDI GEMEOS E A TROMPA ESQUERDA DPOIS DE SEIS MESES ENGRAVIDEI,O MEDICO DIZ Q É GRAVIDEZ AEMBRIONADA,POREM CONFIO EM DEUS,ELE NUNCA ME DESAMPAROU Ñ VAI SER AGORA Q ELE VAI DESAMPARAR,ORO E PEÇO Q SEJA A VONTADE DELE E Ñ A MINHA....SEMANA Q VEM TENHO Q FAZER NOVOS EXAMES.CREIO Q TUDO IRA MUDAR..Q VOU FAZER A ECOGRAFIA E O EMBRIÃO VAI ESTAR ALI DO JEITO Q DEUS PROMETEU Q SERIA.....

Reply
avatar
kelli Panti
AUTHOR
20/7/11 20:32 delete

Boa noite, meu nome é Kelli Panti, e é com mutas lágrimas nos olhos que digo que vc contou a minha estória...descobri minha gravidez com 6 semanas quando fiz o primeiro ultra que constou 2 sacos gestacionais, vc imagina a felicidade curti mais duas semanas até que quinta feira agora começou o sangramento corri para o hospital e quando fizemos um novo ultra só visualiamos os sacos sem os embriões , um com vesicula vitelinica ..sexta feira agora farei outro ultra para ver se o aborto ocorreu ou terei que fazer uma curetagem .. mas como vc disse perdi as esperanças, não tenho forças , não consigo entender por que Deus me abençoou com dois bebês e depois me tirou os dois .. sei que esse vazio ficará para o resto de minha vida, espero que um dia pelo menos essa dor seja amenizada. Desejo que vc a essa altura já tenha realizado seu sonho de ser mãe e a todas as outras mulheres que estejam pasando ou passarm por isso , tenham força para continuar lutando ....Boa sorte a todos

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
19/11/11 22:33 delete

eu sei bem o que e isso eu tenho 16 anos casei fiquei gravida , perdi o meu bb meses depois meu marido me deixou e foi embora ,agora eu descobri q estou gravida dele parece q o meu sonho se tornou pesadelo eu nao sei o q eu faço ja pensei ate de tirar minha propria vida.

Reply
avatar
Hannah Luz
AUTHOR
26/1/16 11:00 delete

Acabei de ler tudo que falou e em 2016, eu estou passando por isso na minha primeira gestação. Meu coração não aguenta de tanta tristeza,mas é importante confiar em Deus, so Ele nos salva da dor e sei que serei salva. "No tempo de Deus tudo se faz perfeito" so Ele sabe a razão de tudo. Que sejamos fortes! Orem por mim também.

Reply
avatar
Hannah Luz
AUTHOR
26/1/16 16:59 delete

Acabei de ler tudo que falou e em 2016, eu estou passando por isso na minha primeira gestação. Meu coração não aguenta de tanta tristeza,mas é importante confiar em Deus, so Ele nos salva da dor e sei que serei salva. "No tempo de Deus tudo se faz perfeito" so Ele sabe a razão de tudo. Que sejamos fortes! Orem por mim também.

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
16/6/16 21:25 delete

boa noite alguem será que pode me ajudar eu tive um acidente em Setembro e novembro engravidei tem menos que três dias que perdi meu bebê foi aborto espontâneo so que quando cheguei ao hospital eu já estava sangrando e o médico disse que ja estava tudo em sangue moral da história o feto tinha desovido com 7 meses mas ele não tinha desenvolvido tava do tamanho de um feto de 5 meses o que pode ter acontecido alguém pode me ajudar .
aguardo resposta

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
16/6/16 21:25 delete

boa noite alguem será que pode me ajudar eu tive um acidente em Setembro e novembro engravidei tem menos que três dias que perdi meu bebê foi aborto espontâneo so que quando cheguei ao hospital eu já estava sangrando e o médico disse que ja estava tudo em sangue moral da história o feto tinha desovido com 7 meses mas ele não tinha desenvolvido tava do tamanho de um feto de 5 meses o que pode ter acontecido alguém pode me ajudar .
aguardo resposta

Reply
avatar